Cover image of song Bença, Balanço E Chumbo Grosso by Mamelo Sound System

Artist:



Tags: Bença, Balanço E Chumbo Grosso free lyrics , Download lyrics, youtube video of Bença, Balanço E Chumbo Grosso



Português (Original)        
Translated lyrics available in: Deutsch       中国       日本       Español      

Lyrics of Bença, Balanço E Chumbo Grosso

A herança tribal mais evidente tá no dente por dente de todo gueto,
e nem precisa ser vidente pra saber que a chapa quente não vai ser suficiente no confronto com o império,
porque não é consciente. A cabeça que mais rola é a cabeça de nêgo...
como a Terra Prometida, tá bem longe o sossego.
A impotência contra o Estado se aprende desde a infancia:
é pau, é pedra contra a mira de longa distância.
E a esperança, essa é excessão, continua sempre sendo um em um milhão,
que vai ter pseudônimo de fulaninho ou fenômeno, e todo resto vai permanecer anônimo.
Colarinho branco, colarinho branco, dono de banco,
na Argentina foi death metal ao invés de tango, em todas calles que vão virando lares,
no Hemisfério Sul, ao longo dos sete mares.

The tribal heritage more evident in the tooth for a tooth're all ghetto
and need not be clairvoyant to know that the hot plate will not be enough in confronting the empire,
because it is not conscious. The head that rolls over is the head of deny ...
as the Promised Land, okay the rest away.
Impotence against the state is learned from childhood:
is the stick, is a stone at the sight of long distance.
And hope, this is the exception, always keeps one in a million,
pseudonym that will have little thing or phenomenon, and all else will remain anonymous.
White collar, white collar, the owner of the bank,
in Argentina was death metal instead of tango in all calles ranging turning homes
in the Southern Hemisphere over the seven seas.



(REFRÃO):
Adubale para Oya. Abubale
- banho de cheiro é proteção.
Adjá tocou, batá-cotô ecoou, batá-cotô ecoou,
amarrou minha oração.


(CHORUS):
Adubale to Oya. Abubale
- Bath smell is protection.
Adja rang, echoed batá-stump, stump-batá echoed,
tied my prayer.


Então, já não tem como esconder os estragos,
cresce, a passos largos,
a violência em Lagos e nos largos da Batata ou da Concórdia,
'cê há de concordar, tá no domínio da discórdia.
Como é que pode a coisa ficar assim? Chacina social que parece não ter fim!
E quando rola essas conversas, sempre o assunto acaba sendo em algum instante,
independente de quem tá junto, o asassinato do Sabota via Taurus ou Rossi.
Só que assim como a flecha que matou Oxóssi,
a bala cala o cara mas não cala a lenda,
e isso é impossível por a venda, ou tampouco se apagar,
ficar pra trás. A nossa parte a gente faz, essa vai pra ele,
e mais: dedico de coração a todos trutas,
que trincam na Urbália, Manguetown e Kalakuta.

So since there's no way to hide the damage,
grows apace,
violence in Lagos and the broad Potato or Concordia
Don'tcha agree there, all right in the area of contention.
How can things get this way? Slaughter social seemingly never end!
And when rolling these conversations, the subject always ends up being at some time,
regardless of who's next, the asassinato Sabota via the Taurus or Rossi.
Only as the arrow that killed Oxóssi,
the bullet did not shut the guy but shut the legend,
and it is impossible for sale, or either go out,
stay behind. In our part we do, this goes to him,
and more: I dedicate all of the trout heart,
that cracks in URBAL Manguetown and Kalakuta.



(REFRÃO)


(CHORUS)



Aubale pra Oxossi e para Oya.

 
Aubale to Oxossi and Oya.


Comments





Bença, Balanço E Chumbo Grosso Lyrics are the property of the respective artists, writers and labels. These lyrics are provided for eduacational purposes only. Please buy the song if you like them.